268 fotos de P. Delgada entre 1860 e 1960 reunidas em livro
Diário dos Açores

268 fotos de P. Delgada entre 1860 e 1960 reunidas em livro

Previous Article Previous Article 12 novos casos positivos e 8 recuperações
Next Article Bahia Praia lança promoção para  residentes dos Açores Bahia Praia lança promoção para residentes dos Açores

O livro “Ponta Delgada: Memórias Fotográficas, 1860 – 1960”, da autoria de Pedro Pascoal de Melo, é a mais recente edição da editora Artes e Letras e pretende consubstanciar, em papel e de forma perene, a exposição com o mesmo nome — inserida nas comemorações do 475.º aniversário da elevação de Ponta Delgada a cidade— que esteve patente ao público entre 3 de fevereiro e 19 de março de 2021, nos centros comerciais Parque Atlântico e Avenida Solmar Center.
Abrange um arco de tempo centenário, balizado por dois eventos marcantes na memória da cidade: primeiro, a construção do porto artificial em 1861, e, segundo, a obra da Avenida Infante D. Henrique, entre 1948 e o fim da década de 1950.
Esta obra reúne um conjunto de 268 imagens que traçam um retrato da urbe micaelense através da objetiva de um conjunto de fotógrafos — profissionais e amadores —que nela trabalharam ou viveram, como Aires Jácome Correia (1882-1937), António Correia de Mendonça (c.1864-1922), António José Raposo (1838-19??), José Pacheco Toste (1850-1923), Ernest Brown (1857-1936), Henrique Pereira da Costa (1874-1941) ou Gilberto Nóbrega (1919-2003), entre outros.
Trata-se de um importante registo e testemunho das inúmeras transformações que Ponta Delgada experimentou durante esse século (nos seus arruamentos, edifícios e jardins ou nas festividades e gentes que a habitam), e estão acompanhadas de legendas que não só as enriquecem e descrevem, como também as enquadram historicamente.
Algumas inéditas e outras menos conhecidas, as imagens apresentadas são parte integrante da coleção fotográfica digital do Instituto Cultural de Ponta Delgada, constituída por fotografias do seu próprio acervo e por outras gentilmente cedidas por colecionadores privados, figurando não só a cidade de Ponta Delgada, como ainda a ilha de São Miguel na sua generalidade, o restante arquipélago dos Açores, a Madeira, Portugal continental, e, também, gentes e personalidades açorianas ou com elas relacionadas.
A apresentação da obra realiza-se amanhã, pelas 18h, no Núcleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado (antiga Igreja do Colégio dos Jesuítas), e estará a cargo de Maria José Duarte, João Paulo Constância e Pedro Gomes.

Share

Print
Ordem da notícia181

Theme picker